Artwork

Innhold levert av Fumaça. Alt podcastinnhold, inkludert episoder, grafikk og podcastbeskrivelser, lastes opp og leveres direkte av Fumaça eller deres podcastplattformpartner. Hvis du tror at noen bruker det opphavsrettsbeskyttede verket ditt uten din tillatelse, kan du følge prosessen skissert her https://no.player.fm/legal.
Player FM - Podcast-app
Gå frakoblet med Player FM -appen!

[Republicação] André Amálio sobre descolonização (Entrevista)

1:05:04
 
Del
 

Manage episode 341239723 series 2895014
Innhold levert av Fumaça. Alt podcastinnhold, inkludert episoder, grafikk og podcastbeskrivelser, lastes opp og leveres direkte av Fumaça eller deres podcastplattformpartner. Hvis du tror at noen bruker det opphavsrettsbeskyttede verket ditt uten din tillatelse, kan du følge prosessen skissert her https://no.player.fm/legal.

Depois de, em 2008, Aníbal Cavaco Silva ter recusado pedir desculpa, em Moçambique, pelos crimes do colonialismo português, depois de Marcelo Rebelo de Sousa ter passado pelo país mais do que uma vez — a última delas há poucos meses —, sem nada dizer sobre o assunto, António Costa foi o primeiro chefe de governo ou chefe de Estado português a pedir oficialmente desculpa pelo massacre de Wiriamu. “Neste ano de 2022”, disse há uns dias o primeiro-ministro, “quase decorridos 50 anos sobre esse terrível dia de 16 de dezembro de 1972, não posso deixar aqui de evocar e de me curvar perante a memória das vítimas do massacre de Wiriamu, ato indesculpável que desonra a nossa história.” Nesse dia, cerca de 400 civis moçambicanos foram assassinados pelo exército português. Fica a pergunta: e agora, o que falta fazer?

Hoje, republicamos uma entrevista feita em 2017 ao ator, encenador e fundador da companhia de teatro Hotel Europa André Amálio, sobre a descolonização portuguesa e a importância de reconhecer a barbárie de um sistema colonial centenário que acabou há menos de 50 anos.

Lê mais sobre este tema em https://fumaca.pt/

Ajuda-nos a ser a primeira redação profissional de jornalismo em Portugal totalmente financiado pelas pessoas: https://fumaca.pt/contribuir/?utm_source=podcast+app

See omnystudio.com/listener for privacy information.

  continue reading

430 episoder

Artwork
iconDel
 
Manage episode 341239723 series 2895014
Innhold levert av Fumaça. Alt podcastinnhold, inkludert episoder, grafikk og podcastbeskrivelser, lastes opp og leveres direkte av Fumaça eller deres podcastplattformpartner. Hvis du tror at noen bruker det opphavsrettsbeskyttede verket ditt uten din tillatelse, kan du følge prosessen skissert her https://no.player.fm/legal.

Depois de, em 2008, Aníbal Cavaco Silva ter recusado pedir desculpa, em Moçambique, pelos crimes do colonialismo português, depois de Marcelo Rebelo de Sousa ter passado pelo país mais do que uma vez — a última delas há poucos meses —, sem nada dizer sobre o assunto, António Costa foi o primeiro chefe de governo ou chefe de Estado português a pedir oficialmente desculpa pelo massacre de Wiriamu. “Neste ano de 2022”, disse há uns dias o primeiro-ministro, “quase decorridos 50 anos sobre esse terrível dia de 16 de dezembro de 1972, não posso deixar aqui de evocar e de me curvar perante a memória das vítimas do massacre de Wiriamu, ato indesculpável que desonra a nossa história.” Nesse dia, cerca de 400 civis moçambicanos foram assassinados pelo exército português. Fica a pergunta: e agora, o que falta fazer?

Hoje, republicamos uma entrevista feita em 2017 ao ator, encenador e fundador da companhia de teatro Hotel Europa André Amálio, sobre a descolonização portuguesa e a importância de reconhecer a barbárie de um sistema colonial centenário que acabou há menos de 50 anos.

Lê mais sobre este tema em https://fumaca.pt/

Ajuda-nos a ser a primeira redação profissional de jornalismo em Portugal totalmente financiado pelas pessoas: https://fumaca.pt/contribuir/?utm_source=podcast+app

See omnystudio.com/listener for privacy information.

  continue reading

430 episoder

Alle episoder

×
 
Loading …

Velkommen til Player FM!

Player FM scanner netter for høykvalitets podcaster som du kan nyte nå. Det er den beste podcastappen og fungerer på Android, iPhone og internett. Registrer deg for å synkronisere abonnement på flere enheter.

 

Hurtigreferanseguide

Copyright 2024 | Sitemap | Personvern | Vilkår for bruk | | opphavsrett